sobre a autora

Home > Autora

“A escrita me completa. Eu coloco a minha alma e o meu coração em cada projeto, em cada história, em cada personagem. Tento dar sempre o meu melhor para cada um deles que me fazem ir dormir pensando neles e acordar com um sorriso no rosto.

Não consigo me imaginar fazendo outra coisa que não seja escrever. É a minha vida. O que me faz feliz.”

Letícia Kartalian é facilmente encontrada com seu e-reader em mãos. Tem uma queda por bons moços e clichês protagonizados por personagens de vinte e poucos anos, e prefere escrever dramas mesclados à vida real e doses intensas de romance. Chocolate quente pra acompanhar, por favor.

Virginiana e colecionadora de listas, Letícia escrevia fanfics alternativas do seu casal literário favorito antes de começar a publicar na Amazon em 2013.

Seus romances figuram a lista de mais vendidos e já foram traduzidos para o inglês, espanhol, italiano e russo.

​Vive em Santos, no litoral de São Paulo, com os avós e dois gatos chamados Dex e Cookie.

IMG_20210107_035944_605.jpg

Downloads

press kit | foto da autora

Rapidinhas

Uma mania? Ler sem abrir muito o livro.

Um cheiro? Casa.

Um sonho? Viver de escrita.

Um guilty pleasure? Nenhum, larguei mão de sentir vergonha das coisas que eu gosto.

Coca-cola ou suco? Coca-cola de vez em quando, suco todo dia.

Dia ou noite? Noite & madrugada.

Verão ou inverno? Inverno, sempre.

Gato ou cachorro? Gato

Café ou chá? Nenhum dos dois, chocolate quente. Ou vinho.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

Oficinas de Escrita Criativa

  • Verão Entrelinhas, 2015

Projeto Cultural Pagu, com a coaching Lu Menezes

  • Jogos de Escrita I, 2016

Projeto Cultural Pagu, com a coaching Lu Menezes

  • Estruturas Narrativas, 2017

Autoria Cultural, com a coaching Lu Menezes

  • Introdução ao Roteiro, 2017

Autoria Cultural, com a coaching Lu Menezes

  • Jogos de Escrita II, 2017

Autoria Cultural, com a coaching Lu Menezes

  • Romance: princípio, meio e fim, 2017

Autoria Cultural, com a coaching Lu Menezes

  • Contos & Crônicas, 2017

Autoria Cultural, com a coaching Lu Menezes

Masterclasses e Webinários de Escrita Criativa

  • Edição de Textos A habilidade essencial do editor, 2018

LABPUB, com Alessandra Ruiz e Pedro Almeida

  • Muito além da jornada, 2017

Vivendo de Inventar, com André Vianco

  • O que as editoras querem publicar?, 2016

Vivendo de Inventar, com André Vianco

Palestras Culturais

  • Dedo de Prosa, 2016

Projeto Cultural Pagu, com o escritor Ignácio Loyola de Brandão

  • Workshop de Escrita do Gênero Romance

Estande Amazon KDP na Bienal do Livro de São Paulo, com os autores Juliana Parrini, S. Miller, Danilo Barbosa e Juliana Mendes

  • Painel Mulheres e Mercado Digital - Oportunidades e Desafios

Estande Amazon KDP na Bienal do Livro de São Paulo, com as autoras Mirela Paes, Julianna Costa, Cecília Reis e Jordana Carneiro (do blog Feed Your Head).

  • Modernismo e as Crônicas Brasileiras, 2017

Autoria Cultural, com José Miguel Wisnik

  • De blog à veículo, 2017

Autoria Cultural, com Flávia Saad (dona do blog Juicy Santos) e Ericka Rocha (@dona_baratinha e analista de Planejamento e Comunicação).

  • A Arte de Escrever Roteiros, 2017

Autoria Cultural, com o roteirista Ricardo Tiezzi

  • Reinventando o Mercado Editorial

Autoria Cultural, com Rodrigo Simonsen (editor da Editora Simonsen) e Cláudia Lemes (autora de Um Martini com o Diabo, da Editora Empíreo)

quem é letícia kartalian?

Em 2008, o sonho de escrever se iniciou!

De uma paixão, descobri o que, realmente, queria para o meu futuro!

 

Muitas pessoas não entendem quando digo que foi por causa de um sonho que passei a sonhar!

Se não fosse por ela, pelo sonho dela, eu não estaria aqui escrevendo, nem blogando. Foi por causa dela e sua primeira história que eu me tornei quem sou hoje!

O nome dela é Stephenie Meyer, Steph, para os fãs, mais conhecida como a criadora da Saga Crepúsculo (The Twilight Saga).

Sim, isso pode soar meio besta, mas se não fosse por ela...

 

Me apaixonei pela saga antes de saber que era uma saga, antes mesmo de saber que era um livro.​

Assisti, em meados de 2008, na MTV, em um dos drops entre a programação, um vídeo onde Robert Pattinson e Kristen Stewart davam uma entrevista durante as gravações do primeiro filme, e, naquele momento, me apaixonei pelo casal.​

Não sabia nada sobre eles, não conhecia o trabalho deles, ao menos não observando-os apenas uma vez, então fui buscar mais informações sobre ambos, descobrindo mais sobre o filme, descobrindo os dois primeiros livros e me apaixonando cada vez mais pelos dois e pela linda história de amor entre Bella e Edward.

Em 2009, pesquisando sobre o segundo filme, New Moon, que estrearia naquele ano, descobri o Nyah! Fanfiction, um site onde fãs de terminadas séries, livros, filmes, desenhos e cantores/bandas, podiam criar histórias utilizando-os como inspiração.

Passei a ler essas histórias baseadas em Twilight, algumas muito boas, com histórias envolventes e bem escritas, outras nem tanto, porém foi um lugar onde conheci pessoas incríveis e fiz grandes amizades. Onde tive o meu primeiro contato com a escrita.

Meu amor por Twilight não diminuiu conforme eu ia lendo outros livros, pelo contrário, só foi aumentando.

A cada livro, a cada filme, eu ia me envolvendo mais com a saga e nesses cinco anos, posso dizer que foram os melhores anos da minha vida.



Sou uma Twihard (ponto!), porém Robert e Kristen me inspiram ao extremo.

Tenho orgulho de dizer que sou fã desses dois, de ter crescido física e mentalmente por causa deles, tendo os dois como exemplo, por ter aprendido a conviver com as diferenças entre os fãs e dar valor às pequenas coisas da vida e mais que tudo, em poder dizer que os meus ídolos, além de talentosos, são inteligentes, conscientes e não deixaram a fama subir à cabeça.



Em 2010 comecei a criar minhas próprias fanfics e, ao longo dos dois anos em que permaneci ativa no Nyah!, colecionei muitas ideias que resultaram em mais de trinta roteiros engavetados. Alguns provavelmente nunca sairão do papel, outros carecem de muito planejamento, mas eu pretendo desenvolvê-los um dia. Foi um ótimo começo.

Demorei um pouco para "dar um tempo" em Twilight e buscar outros livros do mesmo gênero. Depois de algumas tentativas, descobri que aquele gênero não era o meu forte e que o que mais me atraía na saga era o romance e não a fantasia, então eu finalmente encontrei o que gostava e fui me apaixonando pelos livros, pela viagem que eu podia fazer sem nem sair do meu quarto.

Em 2011, depois de ter tido mais de três blogs sobre assuntos diversos e ter abandonado todos, revolvi criar um blog literário, o Literature Diary, um espaço para dividir as minhas leituras com outras pessoas, para falar sobre o que eu gostava de ler. Na época, eu nem imaginava que existissem tantos blogs literários assim, só depois que já estava no meio é que fui perceber que o que mais tinha nessa internet eram blogs falando sobre livros e afins.​

Finalmente eu tinha encontrado algo que eu amava fazer e o levei adiante por um tempo, com resenhas de livros, críticas de filmes e séries, algum conteúdo sobre música e um pouco sobre o meio literário também.

Meu tempo como blogueira foi uma verdadeira escola para a minha futura vida de escritora. Vi autores errando e acertando em suas escolhas para a carreira, tive parceria com autores e editoras, participei de campanhas de divulgação, entendi a dinâmica das editoras e o processo e estilos de publicação de um livro, tive contato com o mercado de livros nacional e internacional, conversei com autores brasileiros e gringos, conheci o método de parceria utilizado lá fora e as diferenças do método brasileiro, conheci outros blogueiros, editores, pessoal de marketing e mídias sociais.

No segundo semestre de 2011, publiquei minhas primeiras fanfics no Nyah!, uma delas foi My Private Music Teacher. Em dezembro, me inscrevi no concurso de crônicas "Almoço em Família", uma parceria da editora APED com o blog Eu ♥ Livros. Eu fui uma das escolhidas para compor o resultante livro de mesmo nome, lançado em Maio de 2012. O meu texto foi intitulado Namorado, notícias e almoço em família.

Acredito que esse tenha sido o meu primeiro passo como escritora, foi a partir dessa publicação que eu decidi que era isso o que eu queria para a minha vida.

Como uma extensão, inicialmente, do LD, criei a Campanha Conheçam os autores nacionais de divulgação e incentivo à leitura de livros escrito por autores brasileiros, pouco tempo depois os posts no blog foram redirecionados para uma página no Facebook com o mesmo nome.



Também foi ao longo de 2012 que os primeiros rascunhos de Melissa foram escritos.

Era pra ser uma brincadeira, textos curtos publicados semanalmente num blog, mas os meus amigos gostaram e cobravam atualizações, e toda vez que eu divulgava capítulo novo da história no Facebook, fazíamos dos comentários um verdadeiro bate-papo. Tendo esse gostinho do contato direto e frequente com os leitores e aproveitando a chegada da Amazon e do KDP ao Brasil ao final daquele ano, em 2013 eu decidi que publicaria um livro.

A (adaptação e re)escrita da história de Melissa durou cerca de 3 meses e foi assim que, prematuramente, eu estreei na Amazon, em setembro, com O Diário Secreto de Melissa. Nos primeiros dias de publicados, o livro figurou a lista dos mais vendidos e chegou ao 4º lugar na categoria Romance, até hoje a mais concorrida da loja brasileira. Em dezembro, utilizando o pseudônimo Elle Kartalian, veio a adaptação da primeira metade de My Private Music Teacher, a versão da Katie dos fatos narrados no conto erótico.

Numa escadinha, em 2014 publiquei a versão do Aaron de My Private Music Teacher em janeiro, O Primeiro Valentine's Day de Melissa & Daniel em fevereiro, O irmão da minha melhor amiga em março e Happy Birthday em maio, que no mesmo ano começou a ser traduzido para outros idiomas como o inglês, espanhol, russo e, mais recentemente, italiano. Também publiquei, no Wattpad, o conto erótico O Primeiro Contato em setembro.

O resto do ano foi dedicado à reescrita de O Diário Secreto de Melissa e ao início do planejamento da série Segredos.

Sem o mesmo tempo para cuidar do meu blog como outrora, o Literature Diary foi fechado oficialmente em abril de 2014. 

2015 foi, forçadamente por problemas pessoais, um ano sabático.

Foi o ano em que a escrita criativa entrou na minha vida, junto com uma das gratas surpresas dessa vida de escritora, que foi ter encontrado a também escritora e coaching literária Lu Menezes. As aulas me deram forças para voltar a escrever e eu ainda consegui participar do concurso #BrasilEmProsa, da Amazon, com o conto Quando Angel Chegou, constantemente entre os mas vendidos de sua categoria.

Passei pelo Wattpad, publicando o meu livro Sete dias no paraíso enquanto eu o escrevia, e o conto O doce amargo da despedida, disponível para leitura aqui no blog, também foi escrito em 2015.

Na base de muito foco, estudo, pesquisa e amor, logo após ter terminado a minha segunda oficina de escrita criativa, o segundo semestre de 2016 foi dedicado à escrita de Algum tipo de amor. Na Bienal do Livro de São Paulo, no estande da Amazon KDP, falando sobre meus livros anteriores e sobre o próximo lançamento, que ocorreu em dezembro.

2017 foi um ano de muito aprendizado. Eu maratonei oficinas de escrita criativa e palestras culturais voltadas para a literatura e meio editorial no projeto Autoria Cultural, com um processo de coaching em preparação para o relançamento do meu primeiro romance, O Diário Secreto de Melissa, que ganhará uma nova edição em breve. Também exerci mais o meu lado designer, não deixando a escrita de lado. Encontrei o fio da meada dos contos eróticos e publiquei Chocolate, em julho.

Finalizando o ano com escrita, escrevi a primeira versão de um novo livro para o ano de 2018, um romance natalino chamado Enquanto Nevava.

Em 2018, publiquei na Amazon o conto Um beijo de verão, uma espécie de prequel/spin-off de O Livro da Minha Vida, uma introdução a alguns dos personagens secundários desse romance. No final de setembro, mês do meu aniversário e também quando completamos aniversário de publicação do meu primeiro livro na Amazon, lancei Enquanto Nevava.

To be continued...

 

“If you respect yourself and you love yourself, that’s the only way anybody else is going to.”​

Kristen Stewart